CATEGORIA

Acordos da SPIC firmados na China colocam Brasil em destaque na transição energética global

17 de abril de 2023

Parcerias firmadas com empresas e setor público incluem estudos sobre hidrogênio verde, energia eólica e projetos de eletrificação de comunidades isoladas na Amazônia

A SPIC Brasil fechou parcerias importantes na China. Os Memorandos de Entendimento (MoU na sigla em inglês) foram assinados após amplas negociações com empresas e frentes do governo brasileiro envolvidos em projetos onde a SPIC já possui atuação, como energia solar, eólica e hidrogênio verde.

Veja detalhes dos acordos!

Hidrogênio Verde 

Entre os acordos assinados durante a viagem, um deles foi firmado entre o governo do Ceará e a SPIC Brasil. O MoU foi assinado na Embaixada Brasileira em Pequim, com a presença de executivos da SPIC, do Governador do Ceará Elmano de Freitas e do Presidente Lula.

O Porto Pecém, na região metropolitana de Fortaleza, é o ponto focal desse acordo para estudos de viabilidade técnica em sistemas de geração de energia renovável, produção e armazenamento de hidrogênio verde.

Outro memorando semelhante também foi assinado na China. O acordo prevê projetos de geração de energia onshore e offshore no Porto do Açu, localizado na região norte do Rio de Janeiro, incluindo ainda a geração de energia solar, parques eólicos offshore e a produção de hidrogênio verde e azul.

Nesta parceria, a SPIC amplia as frentes de atuação em projetos de hidrogênio verde. Possibilita, ainda, a redução de emissões de carbono a partir do pilar de inovação, num modelo integrado e que orienta a transição energética do Grupo.

Avanços em Smart Energy e Inovação

“A partir da nossa matriz, mantemos cooperação com mais de 100 grandes empresas do setor de energia. Isso é muito importante para as nossas iniciativas de smart energy no Brasil. 

Estamos em contato com o que há de mais avançado, enquanto firmamos parcerias estratégicas. Nossa ambição é implementar energia verde de baixo carbono e de alta qualidade de forma competitiva e acessível. Para isso, investimos continuamente em inovação, pesquisa e desenvolvimento e parcerias globais e locais”, ressalta Adriana Waltrick, CEO da SPIC Brasil.

Projetos na Amazônia

A atuação na Amazônia também entrou na pauta com assinatura do MoU entre a SPIC e o Ministério de Minas e Energia para levar água potável e energia elétrica a comunidades isoladas que não possuem acesso a esses recursos básicos. 

Os acordos seguem para as fases iniciais de estudo e análise de dados que vão determinar os próximos passos e investimentos a serem executados em cada projeto.

Destaque na transição energética global

“O resultado foi o melhor possível para a companhia e principalmente para o Brasil, que garante um espaço de destaque na discussão sobre transição energética e agora na execução de projetos de energia renovável.

Com o potencial natural que o país possui, acredito que saímos ainda mais consolidados como protagonistas da transição energética global após essa viagem.”, finaliza Adriana.

Para continuar a acompanhar os projetos de sustentabilidade e inovação da SPIC Brasil, siga a empresa no LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/spicbrasil/

O que procura?